quarta-feira, junho 08, 2005

Paulo Nigro

Paulo Nigro estreou sua carreira bem cedo. Já passou pela Tv, Teatro, Cinema e até pela Música - pela qual declara ter uma enorme simpatia. Na Tv, já fez Chiquititas, As Aventuras de Tiazinha, Ilha Rá-Tim-Bum e Malhação. No cinema, já fez 2 filmes.
No momento, acabou de apresentar, em Portugal, a peça Beijo na Boca e está aproveitando para conhecer a Europa. Como já foi noticiado, ele estava em Londres quando aconteceu o atentado - o que talvez faça com que sua viagem termine mais rápido.
Pra quem não se lembra, em Chiquititas, ele fez o Júlio - primeiro amor de Mili, interpretada pela Fernanda Souza. Dividia com Pierre Bittencourt o posto de galã mirim da novela.
Confira agora a entrevista feita com ele.

Paulo, você ainda tem contato com o pessoal que você trabalhou em Chiquititas?
Paulo Nigro: No momento atuo ao lado da Gisele (Frade, que fez a Bia). Estamos em Portugal com a peca "Beijo na Boca".

Em falar nisso, você e a Gisele Frade já trabalharam juntos muitas vezes [ em Chiquititas, na banda As Crianças Mais Amadas Do Brasil, em Malhação e agora na peça Beijo na Boca ]. Como é a relação de vocês dois?
PN: Nossa relação é profissional. Nos respeitamos e procuramos dar o melhor de cada um.


O que significou na sua vida participar do grupo As Crianças Mais Amadas do Brasil?
PN: Foi uma grande experiência. Conheci muitas pessoas, muitos lugares e tive a oportunidade de trabalhar com a música, o que eu também curto muito.

No seu site, é possível ouvir você cantando. Você pretende lançar um CD?
PN: Agora isto é inviável, mas pode acontecer um dia.

Você prefere cantar ou atuar?
PN: Prefiro atuar mas não descarto a possibilidade de cantar um dia.

Você participou do elenco de Malhação. Tem projetos de outras novelas na Globo?
PN: No momento estou envolvido com o teatro mas pretendo voltar a TV.

Fernanda Souza e Bruno Gagliasso posaram para o site Paparazzo e a Flávia Monteiro e o Matheus Carrieri para as revistas Playboy e G Magazine, respectivamente. Se você receber convite para algo do tipo, você aceita?
PN: Já recebi e não aceitei.

Este ano foi possivel ver sua atuação no cinema. O que você achou de atuar para as telonas?
PN: Na verdade "Mais uma vez Amor" foi o segundo longa metragem da minha carreira, o primeiro foi "Ilha Ra Tim em O Martelo de Vulcano". Também atuei em dois curtas - "Gastronomicidas" e "Os 3 Clones". Adoro fazer cinema e não quero parar por ai.